Segundo informações da prefeitura de Salvador, para isso, haverá a subtração de 60 vagas. Medida deve impactar 130 ambulantes entre a Praça da Piedade e o Beco Maria da Paz. Ambulantes ficarão em áreas delimitadas, na margem esquerda da avenida
Divulgação/prefeitura de Salvador
Os vendedores ambulantes que atuam na região da Avenida Sete de Setembro e Praça Castro Alves, que passa por obras de requalificação, irão deixar as calçadas e terão um espaço específico. Segundo informações da prefeitura de Salvador, para isso, haverá a subtração de 60 vagas.
Os trabalhadores informais irão sair das calçadas, que ficarão para a circulação de pedestres, e montarão suas estruturas de trabalho em faixas amarelas com área de dois metros quadrados, obedecendo ao distanciamento de dois metros entre elas. ⁣⁣⁣essas áreas ficam na margem esquerda da avenida.
Ainda segundo a prefeitura, o titular da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), Marcus Passos, já se reuniu com representantes dos ambulantes da Avenida Sete para apresentar o projeto, que se estenderá para outros pontos de Salvador.
A administração municipal ainda destacou que a medida deve impactar 130 ambulantes entre a Praça da Piedade e o Beco Maria da Paz, num trecho de 450 metros. A mudança ocorrerá com a entrega das obras de requalificação.
As obras farão a revitalização e alargamento de calçadas da via que é um dos principais centros de compra da cidade. Além disso, toda a fiação de telecomunicações ficará aterrada, e a avenida passará a contar com rampas, novo mobiliário urbano e iluminação.
O investimento para a obra, que contempla um trecho de 1,2 quilômetro entre a Casa d´Itália e a praça, é de cerca de R$20 milhões.
Confira mais notícias do estado no G1 Bahia.