Situação aconteceu na manhã desta segunda-feira (13), em Porto Seguro. Pescador devolveu animal ao mar. Ao puxar rede, pescador se depara com tubarão-tigre preso, na cidade de Porto Seguro
Um pescador de Porto Seguro, cidade no extremo sul da Bahia, pegou um tubarão-tigre com cerca de 120 kg, enquanto trabalhava nesta segunda-feira (13). Eliomário Peixoto Lage ainda conseguiu registrar o momento em um vídeo feito pelo celular. [Veja nas imagens acima]
Eliomário tem 49 anos, e, há mais de 30, é pescador profissional. Ele disse que estava a cerca de quatro milhas (8 km) da costa, em um barco pequeno, quando jogou a rede para pescar. Quanod puxou o equipamento, ficou surpreso ao ver o tubarão-tigre.
Eliomário contou que amarrou o animal em uma corda para fazer o vídeo, e, em seguida, o devolveu ao mar, por saber que se trata de uma espécie rara. “Muitos pescam essa espécie. Fiz isso para conscientizar o povo a deixar ele no mar”, contou o pescador.
José Truda Palazzo, co-fundador da Divers for Sharks, projeto de mergulhadores em prol de tubarões, assistiu ao vídeo feito por Eliomário. Ele disse que os tubarões-tigres costumam aparecer na região, que fica perto do arquipélago de Abrolhos, nesse período, por causa da temporada de reprodução das baleias jubarte, que acontece entre os meses de julho e novembro.
Morador do sul da Bahia pesca tubarão com cerca de 120 kg
Reprodução/Eliomário
O mergulhador disse que, assim como as baleias se reproduzem, muitas também acabam morrendo. Por isso, as carcaças ficam boiando no mar e atraem os tubarões.
José Truda explicou que as espécies do animal, em geral, estão desaparecendo da costa brasileira. Ele disse que o país não tem um monitoramento correto dos tubarões há mais de uma década e não há pesquisas que esclareçam o por quê do desaparecimento.
Ao ver o vídeo do pescador, José Truda disse que foi um ato digno e raro ter soltado o animal, pois a pesca dos tubarões gera um grande impacto no equilíbrio marinho.
“A pesca artesanal infelizmente tem um impacto muito grande nos tubarões no Brasil e é extremamente raro ver um pescador soltar um animal [tubarão-tigre]. Ficamos super felizes. A consciência ambiental, finalmente, está chegando em alguns”, comentou o mergulhador.
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.