Tempestades, inundações e deslizamentos de terra já mataram 54 no país; 14 pessoas são consideradas desaparecidas. Equipes de resgate buscam sobreviventes ou corpos em área de deslizamento de terra na cidade de Tsunagi
Koji Harada / Kyodo / via AP Photo
As autoridades do Japão emitiram novos avisos de deslizamentos de terra e inundações nesta quarta-feira (8), quando as chuvas torrenciais se deslocaram para o centro do país e o número de mortos subiu para 54.
As fortes chuvas que começaram na manhã de sábado (4) na ilha de Kyushu já causaram devastação na faixa sudoeste do país, levando ao transbordamento de rios e deslizamentos de terra.
A Agência Meteorológica do Japão (JMA) emitiu seu alerta de mais alto nível para as prefeituras de Gifu e Nagano, no centro do Japão.
Pelo menos 80.000 agentes de resgate já foram mobilizados em um esforço desesperado para alcançar sobreviventes presos por inundações e deslizamentos de terra.
Homem atravessa enchente em Kurume, na província de Fukuoka
Charly Tribaleeau / AFP Photo
Na noite de terça (7), o primeiro-ministro Shinzo Abe prometeu elevar para 20 mil o número de integrantes das forças de segurança envolvidos no esforço de resgate.
A Agência de Gerenciamento de Incêndios e Desastres do governo disse que pelo menos 54 pessoas morreram e 14 foram são consideradas desaparecidas.