Desde o começo de 2018, os dois países causam inquietações no mundo todo por conta da corrida comercial.

A partir do dia 10 de outubro, autoridades chinesas comparecerão aos Estados Unidos para novas negociações, com o objetivo de amenizar o atrito causado por ambos nos últimos meses. Informação já foi confirmada pela Casa Branca.

Segundo a Reuters, a porta voz da Casa Branca Stephanie Grisham, afirmou: “Os dois lados procurarão aproveitar as negociações de baixo escalão das últimas semanas. Os tópicos de discussão incluirão transferência forçada de tecnologia, direitos de propriedade intelectual, serviços, barreiras não tarifárias, agricultura e aplicação”.

A corrida comercial entre as duas maiores economias do mundo vem preocupando a todos, principalmente depois que o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aplicou tarifas aos produtos chineses. Até esse momento, foram feitas inúmeras de tentativas de negociação, porém rompimentos de tréguas com novos anúncios e ameaças de retaliações atrapalharam a chegada de uma solução.

Após a disputa ir dos anúncios e ameaças de tarifas sobre produtos importados para o campo cambial, a situação piorou bastante no mês de agosto. Graças as novas tarifas aplicadas pelo governo dos EUA, a China perdeu grande valor de sua moeda e ainda foi acusada de manipulação cambial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui