Uma declaração coordenada do Reino Unido, Estados Unidos e Canadá atribui os ataques a um grupo de hackers que ‘quase certamente operam como parte dos serviços de inteligência da Rússia’. Equipamento automatizado para pesquisa de anticorpos contra o vírus SARS-CoV-2 (Covid-19) e outras análises
Ector Gervasoni
Hackers com apoio do governo russo estão tentando roubar pesquisa acadêmica e sobre tratamentos contra a Covid-19 de universidades e farmacêuticas de outros países, de acordo com um comunicado do Centro de Cyber Segurança do Reino Unido desta quinta-feira (16).
Uma declaração coordenada do Reino Unido, Estados Unidos e Canadá atribui os ataques ao grupo APT29, conhecido como “Cozy Bear” (urso confortável, em tradução livre), que, disseram eles, quase certamente operam como parte dos serviços de inteligência da Rússia.