Alunos com máscaras de proteção batem palmas em vez de cantar uma música durante aula de música na escola primária Takanedai Daisan, em Funabashi, leste de Tóquio, Japão
Kim Kyung-Hoon/Reuters
1) O Global Health levanta as diferentes políticas adotadas no mundo todo para a volta às aulas em plena pandemia, tema de reportagem na Science e de artigo na revista da Associação Médica Americana (Jama). A Associação Americana de Pediatria (AAP) publica recomendações sobre o assunto. O Don’t Forget the Bubbles relaciona os principais estudos que desvendam o menor risco de transmissão da Covid-19 entre e pelas crianças, provavelmente ligado a características do sistema imunológico desvendadas em trabalho publicado na revista médica The Lancet. A Universidade Johns Hopkins acompanha as políticas de retomada das atividades escolares nos estados americanos.
Há três hipóteses para explicar queda de casos de Manaus a Estocolomo: distanciamento social, imunidade coletiva e bolhas de proteção
BBC
2) Na Atlantic, James Hamblin discute se a proporção da população imune necessária para deter a disseminação do novo coronavírus Sars-Cov2, conhecida tecnicamente como “limiar de imunidade de rebanho”, é inferior à inicialmente estimada. O assunto foi levantado por estudo publicado em junho na revista Science, discutido em editorial. Trabalhos preliminares nos repositórios MedRxiv e ArXiv propõem outras formas de estimar o patamar. Reportagem no Vox relata como casos de aparente reinfecção pelo Sars-Cov2 põem em xeque a ideia convencional de imunidade. Estudo na Nature, em contrapartida, revela que infecções anteriores pelo vírus da Sars parecem oferecer alguma proteção para a Covid-19. Resultados promissores da vacina desenvolvida pela empresa americana Moderna foram publicados no New England Journal of Medicine (NEJM) e comentados em artigo.
Cientistas estudam transmissão pelo ar do novo coronavírus
Getty Images via BBC
3) Análise na Jama discute a transmissão do Sars-CoV2 pelo ar. Levantamento no British Medical Journal (BMJ) corrobora a eficácia das medidas de distanciamento adotadas no mundo todo para deter o vírus. Uma avaliação na Lancet confirma a importância do rastramento de contatos no combate à pandemia. A NEJM publicou o resultado do estudo Recovery comprovando a eficácia do corticoide dexametasona para tratar casos graves de Covid-19. Em contrapartida, nenhum benefício com o uso da droga cloroquina foi verificado em trabalhos científicos publicados na Annals of Internal Medicine, na Clinical Infectious Diseases e nos resultados preliminares do Recovery, divulgados no repositório MedRxiv.
Outdoor no Vietnã avisa sobre o novo coronavírus
Nhac Nguyen/AFP
4) O impacto da pandemia na mortalidade em diferentes países da América Latina, entre eles o Brasil, é descrito em artigo preliminar no repositório da Open Science Foundation (OSF). Artigo de cientistas políticos na Social Sciences Research Network (SSRN) investiga as razões do êxito de regimes autoritários no combate ao vírus. A Economist pergunta por que países do Sudeste Asiático parecem ter sido poupados pela Covid-19. No Project Syndicate, Peter Schechter argumenta que, ainda que o governo do presidente Jair Bolsonaro sobreviva à pandemia, a agenda reformista não sobreviverá.
O nacionalista Andrzej Duda faz sinal de vitória em Pultusk, depois de reeleito presidente da Polônia, no domingo (12/7)
Czarek Sokolowski/AP
5) No Observer, Nick Cohen resenha o novo livro da historiadora Anne Applebaum sobre o avanço do populismo nacionalista a partir da Polônia. Na Vanity Fair, Joe Pompeo descreve o diagnóstico psíquico que a sobrinha de Donald Trump faz sobre o tio em seu livro. Pesquisa Gallup revela que o apoio ao nacionalismo econômico de Trump está em queda entre os americanos.
Instalação nuclear no Irã danificada após incêndio em 2 de julho
Atomic Energy Organization of Iran/WANA (West Asia News Agency) via Reuters
6) Reportagem no New York Times descreve os planos de Israel e Estados Unidos para atacar as instalações nucleares iranianas durante a pandemia, tema de análise do Instituto para Ciência e Segurança Internacional (Isis).
7) A carta de demissão da jornalista Bari Weiss de sua coluna no New York Times trouxe nova atenção ao manifesto publicado no início do mês pela Harper’s em repúdio à “cultura do cancelamento”. No próprio Times, Michelle Goldberg discute os termos da controvérsia. Na Atlantic, Graeme Wood explica por que, apesar de concordar com o manifesto, não assinou. Em entrevista à New Yorker no ano passado, Robert Boyers analisa as qualidades e defeitos da esquerda americana.
Grupo protesta contra maus-tratos a animais
Denny Cesare/Código19
8) No Times, Nicholas Kristof afirma que, mais que estátuas celebrando racistas, a maior falha moral do mundo atual é a crueldade com animais.
O ator Nicolas Cage, cujos filmes estnao associados estatisticamente a alta nos afogamentos
Divulgação
9) Em seu site, Tyler Vigen relaciona correlações estatísticas espúrias, como as que vinculam suicídios a gastos em ciência e tecnologia, afogamentos a filmes com Nicolas Cage, divórcio a consumo de margarina e a idade da Miss America a assassinatos por vapores ou objetos quentes.