Candidatos à presidência dos Estados Unidos estão frente a frente em Cleveland, Ohio, e discutem temas como confronto na Suprema Corte, pandemia de coronavírus e violência em protestos raciais. Observados pelo moderador Chris Wallace, Donald Trump e Joe Biden participam de debate presidencial em Cleveland, Ohio, na terça-feira (29)
Jim Watson/AFP
Faltando 35 dias para as eleições presidenciais dos Estados Unidos, Donald Trump e Joe Biden participam nesta terça-feira (29) de seu primeiro debate. O primeiro dos três debates entre os dois candidatos acontece na Case Western Reserv University, em Cleveland, Ohio, e é moderado por Chris Wallace, da Fox News.
O debate está sendo transmitido pelo G1 e pela GloboNews.
O estado de Cleveland é importante para os dois candidatos por ser um dos swing states, aqueles em que os eleitores não se comprometem tradicionalmente com um partido. Em 2016, Trump venceu ali, mas este ano, segundo média de pesquisas compiladas pelo site RealClearPolitics, Biden lidera, com 49% a 45,7% das intenções de voto.
ANÁLISE: Sangue nos olhos no primeiro confronto eleitoral nos EUA
Trump e Biden devem se enfrentar no primeiro debate de candidatos à presidência dos EUA
O encontro tem duração de 90 minutos, sem intervalos. São seis blocos de 15 minutos cada, divididos por assuntos (leia mais abaixo), selecionados por Wallace. Não há checagem de fatos pelo moderador.
Seguindo um acordo entre os dois partidos estabeleceu que, devido à pandemia de coronavírus, os candidatos e o apresentador não trocaram apertos de mão, uma tradição de mais de 50 anos durante debates presidenciais, quebrada apenas por Trump e Hillary Clinton no último debate de 2016.
Eles também concordaram que Trump e Biden não precisam usar máscaras no palco, por estarem distantes um do outro e das demais pessoas presentes no estúdio.
Operador de câmera participa de ensaio do primeiro debate presidencial de 2020 entre Joe Biden e Donald Trump, na Case Western Reserv University, em Cleveland, Ohio, na segunda-feira (28)
AP Photo/Julio Cortez
Veja a seguir quais os seis temas debatidos pelos candidatos:
O confronto na Suprema Corte
Pouco antes de sua morte, em 18 de setembro, a juíza Ruth Bader Ginsberg expressou que gostaria que sua substituição fosse decidida pelo vencedor da eleição. E, em março de 2016, o Partido Republicano bloqueou uma nomeação de Obama à Suprema Corte alegando que um presidente não poderia indicar um juiz em ano de eleição. No entanto, no último sábado (26), Trump indicou Amy Coney Barrett para a vaga de Ginsburg. Sua confirmação ao cargo deve acontecer antes das eleições de 3 de novembro.
A pandemia de coronavírus
Com mais de 7 milhões de casos e 200 mil mortes, os Estados Unidos são o país com o maior número de infecções e óbitos por Covid-19 em todo o mundo. Biden afirma que os números se devem à incompetência de Trump para lidar com a pandemia.
A economia esvaziada
A pandemia de coronavírus e os lockdown decretados em todo o país provocaram as maiores perdas econômicas e o maior nível de desemprego nos Estados Unidos desde a Grande Depressão, há quase um século.
Os protestos e a violência
Como cada candidato avalia e de que forma acha correto lidar com os protestos por justiça racial e reformas na polícia que acontecem há meses em diversos estados. E como se deve lidar com a violência que ocorre em vários desses protestos, na opinião de cada um.
Homem é visto ao lado de banner do primeiro debate presidencial de 2020 entre Joe Biden e Donald Trump, na Case Western Reserv University, em Cleveland, Ohio, no domingo (27)
AP Photo/Patrick Semansky
A integridade das eleições
Há meses, Donald Trump afirma que o processo eleitoral será fraudado e que a votação por correios não é segura e será usada para alterar resultados. Ele também incitou eleitores a votarem mais de uma vez e não se comprometeu totalmente com uma transição pacífica de poder, caso perca.
Os currículos dos candidatos
A vida política de Donald Trump e Joe Biden e o que cada um já fez e tem a apresentar aos eleitores.
Kamala Harris e Mike Pence, respectivamente candidatos democrata e republicano à vice-presidência dos EUA em 2020
Reuters/Jonathan Ernst
Próximos debates
Antes das eleições, Trump e Biden têm ainda mais dois debates: em 15 de outubro, em Miami, na Flórida, mediado por Steve Scully, do canal C-SPAN, e incluindo perguntas de eleitores que estarão na audiência; e em 22 de outubro, em Nashville, Tennessee, com mediação de Kristen Welker, da NBC News, em formato semelhante ao desta terça-feira.
Já os candidatos a vice se enfrentarão apenas uma vez. Mike Pence e Kamala Harris irão debater no dia 7 de outubro em Salt Lake City, Utah, mediados por Susan Page, do USA Today, em nove segmentos de dez minutos cada.
VÍDEOS: Eleições nos EUA em 2020