Funcionários que apresentarem sintomas ou temperatura elevada seriam atendidos e submetidos ao teste RT- PCR, em estrutura montada e bancada pelos próprios centros comerciais. Prefeito ACM Neto anuncia nova medida para reabertura de shoppings
Reprodução/Redes Sociais
O prefeito de Salvador, ACM Neto, voltou atrás e anunciou na noite desta sexta-feira (17) uma proposta para que lojistas, funcionários de lojas, trabalhadores e terceirizados, que trabalham nos shoppings sejam testados apenas se apresentarem sintomas e/ou temperatura elevada.
Segundo o prefeito, a medição diária da temperatura de todos os lojistas, funcionários de lojas, trabalhadores e terceirizados seria uma das propostas, para a volta das atividades comerciais.
ACM Neto informou que os funcionários que apresentassem sintomas e/ou temperatura elevada deverão ser atendido imediatamente e submetido ao teste RT- PCR, em uma estrutura montada e bancada pelos próprios centros comerciais.
“Essa medida, que dá tranquilidade a todos os frequentadores, é a melhor alternativa para permitir a reabertura dos shoppings, sem a necessidade de testar todos os comerciários. Esperamos e estamos trabalhando muito para que esta retomada aconteça já na semana que vem”, disse o prefeito nas redes sociais.
Durante a inauguração de uma nova via que liga as avenidas Paralela e Tamburugy, com saída para os bairros de Patamares, Piatã e Pituaçu, na segunda-feira (13), um comerciante abordou ACM Neto e fez um apelo para a reabertura dos shoppings.
Sobre o apelo do comerciante, o prefeito ACM Neto disse que a reabertura dos shoppings poderia acontecer com a testagem de 20% dos funcionários dos shoppings, mas que teria a possibilidade de flexibilização com os funcionários das lojas.
Os shoppings da capital baiana estão fechados desde 21 de março, quando entrou em vigor um decreto que proíbe o funcionamento de vários estabelecimentos outros estabelecimentos e serviços.
Plano de flexibilização
Shoppings de Salvador estão fechados desde março
Reprodução/ TV Bahia
No dia 7 de julho, em entrevista coletiva conjunta, o governador Rui Costa e o prefeito de Salvador ACM Neto apresentaram o plano de flexibilização das atividades que tiveram o funcionamento suspenso por causa da pandemia do novo coronavírus.
Os shoppings, que estão fechados desde março, e templos religiosos estão na primeira fase do projeto, que autoriza a reabertura de quatro núcleos de atividades para municípios que se mantém no patamar de, no máximo, 75% de ocupação nos leitos de UTI para Covid-19. Até a noite desta sexta-feira (17), essa taxa estava em 78%.
O G1 fez um levantamento que mostra como os shoppings estão se preparando para retomar as atividades. No caso dos shoppings, o protocolo da primeira fase define que o funcionamento estará restrito ao período das 12h às 20h, de segunda a sábado. As praças de alimentação estarão proibidas de atuar para consumo no local.
A capacidade máxima permitida será de um cliente para cada nove metros quadrados na área comum, enquanto a capacidade das lojas será de um cliente a cada cinco metros quadrados. Os estacionamentos só poderão ter 50% da lotação.
O plano de retomada prevê três fases. Cada etapa precisará respeitar um ciclo de 14 dias entre si para entrar em vigor.
A primeira fase precisa que a taxa de ocupação de leitos de UTI caia para 75% e se mantenha abaixo disso por pelo menos cinco dias consecutivos. A segunda fase necessita de um índice inferior a 70% pelo mesmo período. Já na última fase, somente 60% dos leitos de terapia intensiva podem estar ocupados.
Além de shoppings e templos religiosos, a primeira fase contempla estabelecimentos comerciais de rua com tamanho superior a 200 metros quadrados e também os “drive in”.
A fase dois prevê a ampliação da flexibilização das atividades contempladas na primeira etapa, além da reabertura de academias de ginástica, barbearias, salões de beleza, centros culturais, museus, galerias de arte, lanchonetes, bares e restaurantes.
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.