Cerca de 18 mil profissionais de fisioterapia trabalham no estado. Pelo menos 2.500 deles estão nos hospitais e muitos na linha de frente do combate à Covid-19. Preocupação: levantamento aponta que 60 fisioterapeutas estão com Covid-19 na BA
Ao menos 60 fisioterapeutas já testaram positivo para a Covid-19 na Bahia, segundo levantamento do Conselho Regional da categoria. Esses profissionais da área de saúde estão na linha de frente do combate ao vírus e têm papel fundamento na recuperação dos pacientes.
Os fisioterapeutas têm uma função das mais importantes dentro de uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). São eles que manuseiam os respiradores, que são aparelhos indispensáveis para manter os pacientes vivos.
“Muitos desses pacientes chegam com quadro de insuficiência respiratória grave, que precisarão ser entubados e respirar com a ajuda do respirador mecânico. Vai caber ao fisioterapeuta fazer a programação dos parâmetros desse respirador para que garanta uma função o mais fisiológica possível, para que o paciente possa manter suas funções básicas de vida”, disse a fisioterapeuta líder Hildene Santiago.
Cerca de 60 fisioterapeutas são diagnosticados com Covid-19 na Bahia, diz Conselho Regional de Fisioterapia
Reprodução/TV Bahia
Elma Pinho é uma fisioterapeuta que trabalha no hospital de campanha do Memorial Itaigara. Ela contou sobre os desafios que surgiram depois da pandemia.
“De uns tempos para cá, nossa rotina mudou completamente. Casos e complicações pulmonares eram tão raros, e hoje estamos diante de um quadro, de uma situação bastante delicada, estamos tendo que lidar com um grande número de pacientes graves por causa da pandemia”, relatou Elma.
Cerca de 18 mil profissionais de fisioterapia trabalham no estado. Pelo menos 2.500 deles estão nos hospitais e muitos na linha de frente do combate à Covid-19.
“Precisamos também da cooperação das empresas e dos serviços públicos, pois hoje a grande dificuldade que os profissionais de saúde têm enfrentado é a falta de equipamentos de proteção individual. A violência desse vírus é muito grande, e precisamos resguardar a saúde desses profissionais para que possamos salvar ainda mais vidas”, explicou Gustavo Vieira, representante do Conselho Regional de Fisioterapia.
Os fisioterapeutas manuseiam os respiradores, aparelhos indispensáveis para manter os pacientes vivos.
Reprodução/TV Bahia
Pacientes graves de Covid-19 ficam internados em uma UTI, em média, por 20 dias. Eles acabam perdendo muita força muscular, e é nesse trabalho que o fisioterapeuta vai fazer a recuperação motora do paciente.
“Nós, como fisioterapeutas, estamos à frente dessa ventilação mecânica e também na manutenção da mobilização precoce desse paciente, que é muito importante na sua recuperação desde aqui do hospital até a sua alta”, disse o fisioterapeuta Felipe Santos.
“Toda vez que começo e encerro o meu plantão, eu oro e peço a Deus sabedoria e proteção e que nos guie nessa batalha, porque, com certeza, tenho esperança que vamos vencer. E não existe preço que pague um ‘muito obrigado’ de um paciente. A vitória de um paciente é a nossa vitória”, concluiu Elma.
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.