A partir desta quarta-feira (1º), Engenho Velho da Federação, Nordeste de Amaralina e Sussuarana terão atuações de unidades especializadas da polícia. Polícia reforça a segurança no bairro de Sussuarana após tiroteio que assustou moradores
Após ações violentas de criminosos, algumas com mortes, nos bairros do Engenho Velho da Federação, Nordeste de Amaralina e Sussuarana, em Salvador, durante o mês de junho, a Polícia Militar ampliou as operações nas localidades, nesta quarta-feira (1º).
A partir desta quarta, os três bairros terão atuações de unidades especializadas da polícia. Segundo a PM, a medida foi tomada após os confrontos entre forças de segurança e suspeitos de tráfico, além das disputas por pontos de venda de drogas que tem ocorrido em vários pontos da capital.
A PM atribuiu os crimes recentes nestes lugares à liberação de detentos para prisão domiciliar por causa da pandemia do coronavírus, mas o Tribunal de Justiça da Bahia rebateu a afirmação. Em entrevista à TV Bahia, no bairro da Sussuarana nesta quarta, o comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão disse que a PM vai trabalhar para evitar novos confrontos.
“Essa ação pretende mostrar para a sociedade que apesar desse tiroteio ter acontecido nessa região, aqui é uma região tranquila, mas infelizmente teve deliberação de muitos presos de facções criminosas, que estão soltos, e está existindo aí uma guerra do tráfico contra algumas facções que querem manter domínio eram em alguns bairros. Mas eu venho aqui dar o meu testemunho, o meu recado, que nós não vamos aceitar”, disse o coronel Anselmo Brandão.
O tiroteio a que o coronel se referiu foi o que aconteceu na madrugada desta terça-feira (30), na região do Parque Jocélia, entre suspeitos de tráfico de drogas e policiais. Assustados, moradores registraram a ação, que durou cerca de 30 minutos. Não há registro de feridos e ninguém foi preso.
Justiça da Bahia rebate
O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) rebateu as informações do coronel Anselmo Brandão e informou que os 3.153 alvarás para prisão domiciliar, por causa da pandemia da Covid-19, foram expedidos para réus que já estavam em regime semiaberto e para os detentos de menor potencial ofensivo dos crimes que respondem, os que são considerados não violentos.
Ainda segundo o TJ-BA, réus primários presos em flagrantes também tiveram custódias relaxadas. A Justiça explicou ainda que nem todos os alvarás foram concedidos por causa da pandemia, mas sim por decisões de juízes, que entenderam que as prisões em alguns casos eram desnecessárias.
Confrontos em junho
A medida de unidades especializadas da polícia nos três bairros foi tomada depois dos confrontos na Sussuarana, na madrugada de terça (30). No entanto, no mesmo dia, um homem morreu após trocar tiros com PMs no bairro do Engenho Velho da Federação. Ele era suspeito de tráfico de drogas.
Segundo a PM, ele chegou a ser levado para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu. Ainda no Engenho Velho, um tiroteio entre suspeitos de tráfico assustou moradores do bairro na noite de domingo (28). Homens armados circularam pelo local deixando a população em pânico.
Já no Nordeste de Amaralina, um homem morreu em confronto com a PM no dia 17 de junho. Ele, era apontado pela polícia como autor de sete homicídios, de envolvimento com o tráfico de drogas, roubos e porte ilegal de arma.
Veja mais notícia do estado no G1 Bahia.