Cidade chinesa diz que detectou coronavírus em frango do Brasil, brasileiros descobrem que anticorpo de cavalos contra a Covid-19 é até 50 vezes mais potente, e estudo mostra que obesidade aumenta em até 4 vezes risco de morrer por Covid-19. Hoje é quinta-feira, 13 de agosto, e o Brasil tem mais de 3 milhões de casos confirmados de coronavírus. O número de mortos pela Covid-19 no país passa de 103 mil.
A média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 978 óbitos, uma variação de -5% em relação aos dados registrados em 14 dias, com base em dados da noite desta quarta-feira (12). Já a média móvel de casos foi de 43.959 por dia, uma variação de -5% em relação aos casos registrados em 14 dias.
Em todo o mundo, três países já superaram a marca de 1 milhão de diagnósticos: Estados Unidos (5,1 milhões), Brasil (3,1 milhões) e Índia (2,3 milhões). No total de mortos, os países com os piores números são: Estados Unidos (16416 mil mortes), Brasil (103,1 mil) e México (53,9 mil).
IVERMECTINA: por que ela não é a pílula mágica contra a Covid-19
MÉDIA MÓVEL: veja onde as mortes estão subindo, em estabilidade ou em queda
SINTOMAS: quais os sintomas e quando procurar um médico
VACINAS TESTADAS NO BRASIL: entenda pesquisas
MEMORIAL: histórias de vidas interrompidas pela Covid-19
ANTICORPOS: quem já teve Covid-19 pode pegar de novo?
PESQUISA: saiba mais sobre as candidatas a vacina
PREVENÇÃO: como evitar contaminação pelo coronavírus
Entenda algumas das expressões mais usadas na pandemia do covid-19
Abaixo, o G1 reúne as principais notícias do dia sobre coronavírus:
Coronavírus foi encontrado em frango brasileiro importado pela China?
Carne de frango tem queda no preço devido à desvalorização do dólar
Reprodução/TV Fronteira
A prefeitura de Shenzhen, cidade da China próxima de Hong Kong, anunciou que detectou o novo coronavírus em um controle de rotina de frango importado do Brasil.
“O vírus Sars-CoV-2, responsável pela doença Covid-19, foi encontrado recentemente em uma amostra coletada da superfície de um lote de asas de frango congeladas importadas”, informou um comunicado divulgado pela Sede de Prevenção e Controle de Epidemias de Shenzhen.
De acordo com o número de registro informado no comunicado da prefeitura de Shenzhen, o lote pertence ao frigorífico Aurora, de Santa Catarina. A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que representa frigoríficos, disse que traços do vírus estavam na embalagem. O Ministério da Agricultura disse que ainda não foi notificado e que alimentos são seguros.
As autoridades chinesas informaram que submeteram imediatamente a exames de diagnóstico as pessoas que tiveram contato com os produtos contaminados, assim como seus parentes. Todos os testes apresentaram resultado negativo, segundo o comunicado.
Imprensa chinesa diz ter encontrado traços do coronavírus em frango importado do Brasil
Anticorpo de cavalos contra a Covid-19?
Cavalos receberam proteína Spike, do Sars CoV-2, e desenvolveram anticorpos neutralizantes contra a Covid-19
Arquivo IVB
Cientistas brasileiros anunciarão nesta quinta-feira (13), em sessão da Academia Nacional de Medicina, que fica no Rio de Janeiro, uma nova descoberta. Cavalos receberam a proteína Spike do Sars CoV-2, responsável por infecção das células humanas, e desenvolveram um anticorpo neutralizante 20 a 50 vezes mais potente contra a Covid-19.
Jerson Lima Silva, pesquisador da UFRJ, disse que o próximo passo será a aprovação dos estudos clínicos, os testes em humanos, para averiguar a segurança de um tratamento sorológico contra a Covid-19. Ele disse que está em contato com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e explicou que a potência 50 vezes maior do anticorpo dos cavalos é um número conservador.
A obesidade aumenta o risco de morrer por Covid-19?
A obesidade é um fator importante de agravamento da Covid-19 e pode aumentar em até quatro vezes o risco de morte, principalmente em homens e pessoas com menos de 60 anos, de acordo com pesquisa publicada na revista “Annals of Internal Medicine”.
Os médicos e cientistas da Califórnia, nos Estados Unidos, analisaram os dados de 5.652 pacientes que tiveram o teste positivo para o novo coronavírus entre fevereiro e maio deste ano.
“Encontramos uma associação impressionante entre o IMC e o risco de morte entre pacientes com diagnóstico da Covid-19 em um sistema integrado de saúde. Essa associação foi independente das comorbidades relacionadas à obesidade e outros fatores potenciais de confusão dos resultados”, escrevem os autores.
Outras notícias do dia:
Menos de 30 cidades de MG ainda estão livres do coronavírus, sem nenhum caso registrado; veja lista
101 pessoas próximas a Doria são testadas para Covid-19 após governador contrair a doença
No Maranhão, mulheres são mais infectadas pela Covid-19, mas homens morrem mais
Professora lamenta morte de estudante de 16 anos por Covid-19 dias após dar à luz: ‘Sempre educada’