Das 166 vacinas para Covid-19 desenvolvidas em todo o mundo, 5 estão na terceira e última etapa de testes. EUA compraram todas as 100 milhões potenciais doses que estão em desenvolvimento por 2 laboratórios. Hoje é quarta-feira, 22 de julho, e o Brasil tem 2,1 milhões de casos confirmados de coronavírus. O número de mortos pela Covid-19 no país passa de 81 mil.
A média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 1.048 óbitos, e não houve variação (0%) em relação aos dados registrados em 14 dias. Já a média móvel de casos foi de 33.618 por dia, uma queda de 10% em relação aos casos registrados em 14 dias.
Em todo o mundo, três países já superaram a marca de 1 milhão de diagnósticos: Estados Unidos (3,9 milhões), Brasil (2,1 milhões) e Índia (1,1 milhão).
IVERMECTINA: por que ela não é a pílula mágica contra a Covid-19
MÉDIA MÓVEL: veja onde as mortes estão subindo, em estabilidade ou em queda
SINTOMAS: quais os sintomas e quando procurar um médico
VACINAS TESTADAS NO BRASIL: entenda pesquisas
MEMORIAL: histórias de vidas interrompidas pela Covid-19
ANTICORPOS: quem já teve Covid-19 pode pegar de novo?
PESQUISA: saiba mais sobre as candidatas a vacina
PREVENÇÃO: como evitar contaminação pelo coronavírus
Abaixo, o G1 reúne as principais notícias do dia sobre coronavírus:
Quantas vacinas para Covid-19 estão sendo criadas e quais estão em estágio avançado?
Médica é a primeira voluntária no Brasil a tomar a vacina chinesa Coronavac, do laboratório Sinovac, em 21 de julho
Divulgação/Governo de SP
O balanço da Organização Mundial da Saúde (OMS) mais recente indica que 166 vacinas para Covid-19 estão em desenvolvimento em todo o mundo. Ao menos 24 delas foram registradas até esta terça-feira (22) em fase clínica, que é a etapa de teste em humanos, sendo que cinco estão na terceira e última etapa. As que estão em estágio mais avançado são:

Sinovac (China)
Instituto Biológico de Wuhan/Sinopharm (China)
Instituto Biológico de Pequim/Sinopharm (China)
Oxford/AstraZeneca (Reino Unido)
Moderna/NIAID (EUA) – ainda não começou a recrutar voluntários
Vacinas para Covid-19 já foram compradas pelos EUA?
Foto ilustrativa de seringa com vacina contra o coronavírus
Andre Melo Andrade/Estadão Conteúdo

Os Estados Unidos pagaram US$ 1,95 bilhão para adquirir todo o potencial de fabricação de vacina para Covid-19 de duas empresas, o laboratório americano Pfizer e a alemã Biontech. O valor equivale a 100 milhões de doses da potencial vacina contra o coronavírus. O objetivo de ambos os laboratórios é “fabricar cem milhões de doses antes do fim de 2020” e provavelmente mais de 1,3 bilhão antes do fim de 2021.
Tipos diferentes de Covid-19 podem produzir sintomas diferentes?
Estudo do King’s College London identificou 6 “tipos” de Covid-19, cada um com conjunto específico de sintomas. Segundo análise, a gravidade da doença e a necessidade de auxílio respiratório em caso de hospitalização pode variar de acordo com o tipo de vírus. O estudo considera a presença em pacientes de sintomas como tosse persistente, febre, perda de olfato (anosmia), enxaquecas, dores musculares, fadiga, diarreia, confusão, perda de apetite, dificuldades respiratórias. Os “tipos” de Covid-19 foram divididos, de acordo com a combinação de sintomas, em:
“Gripe” sem febre
“Gripe” com febre
Gastrointestinal
Grave nível um (fadiga)
Grave nível dois (confusão)
Grave nível três (abdominal e respiratório)
Outras notícias do dia:
Balanço aponta mais de 15 milhões de casos confirmados de Covid-19 no mundo
Ocupação de leitos municipais e privados volta a subir na cidade de SP
Rio tem queda na fila de espera por leitos de hospital após colapso no início da pandemia