O país vem enfrentando uma onda de manifestações inédita desde 9 de agosto, após Alexander Lukashenko ter sido reeleito pela 6ª vez em uma eleição considerada fraudulenta pela oposição. 13 de setembro – Manifestantes são confrontados pela política durante protesto em Minsk contra os resultados da eleição presidencial. Há um mês os bielorrussos têm se manifestado contra a reeleição do presidente Alexander Lukashenko. Mais de 100 mil pessoas foram às ruas de Minsk por quatro fins de semana consecutivos.
TUT.BY / AFP
Cerca de 250 manifestantes foram detidos neste domingo (13) em um protesto em Minsk, capital de Belarus, de acordo com o Ministério do Interior. A manifestação reuniu 100 mil pessoas.
O país vem enfrentando uma onda de manifestações inédita desde 9 de agosto, após Alexander Lukashenko ter sido reeleito pela 6ª vez em uma eleição considerada fraudulenta pela oposição. Ele nega qualquer irregularidade.
13 de setembro – Manifestantes em um protesto em Minsk contra os resultados da eleição presidencial. Há um mês os bielorrussos têm se manifestado contra a reeleição do presidente Alexander Lukashenko. Mais de 100 mil pessoas foram às ruas de Minsk por quatro fins de semana consecutivos.
TUT.BY / AFP
13 de setembro – Manifestantes carregam uma enorme bandeira de Belarus durante um protesto em Minsk contra os resultados da eleição presidencial. Há um mês os bielorrussos têm se manifestado contra a reeleição do presidente Alexander Lukashenko. Mais de 100 mil pessoas foram àss ruas de Minsk por quatro fins de semana consecutivos.
TUT.BY / AFP
Sábado de manifestações
No sábado, centenas de mulheres foram às ruas e várias também foram detidas (veja vídeo abaixo).
Mulheres saem em marcha em mais uma manifestação em Belarus
Crise em Belarus
Juliane Monteiro/ G1