Prisão foi gravada em vídeo e mostra policiais à paisana levando uma mulher para um carro não identificado. Em Portland, há relatos de ações semelhantes feitas por agentes federais. Imagens de vídeo que mostra uma manifestante sendo levada por policiais à paisana em um carro não identificado em Nova York
Reprodução/Twitter
Policiais de Nova York, à paisana, agarraram uma manifestante no meio de um protesto na rua e forçam ela a entrar em um carro que sem identificação específica da polícia. As imagens foram divulgadas na terça-feira (28).
Outras pessoas da manifestação tentam se aproximar para evitar a ação, mas os agentes ameaçam com armas de fogo.
Após Portland, confrontos entre polícia e manifestantes voltam a se espalhar por várias cidades dos EUA
Portland tem nova noite de protestos; prefeitos de 6 cidades pedem que Congresso barre envio de forças federais
Initial plugin text
Então outros policiais, que estavam pedalando, se aproximam e fazem uma espécie de barreira com as bicicletas para afastar os outros manifestantes.
A ação da polícia de Nova York foi criticada pelo fato de os policiais estarem à paisana e o carro não ser identificado.
Em uma rede social, a polícia afirmou que a mulher foi levada por ter danificado câmeras da polícia em cinco incidentes criminosos separados perto do prédio da prefeitura da cidade.
A prisão foi feita por agentes da equipe que prende pessoas procuradas –geralmente, eles não usam viaturas policiais, mas carros sem identificação, de acordo com o “The New York Times”.
A manifestante foi presa em uma manifestação de pessoas que protestavam contra a retirada de um acampamento perto da sede da prefeitura.
A União das Liberdades Civis dos EUA (Aclu, na sigla em inglês) condenou a forma como a polícia prendeu a manifestante. “Essas ações perigosas, abusivas e indefensáveis precisam parar. As forças de segurança devem ser responsabilizadas”, publicou a entidade em uma rede social.
Membros da Câmara de Vereadores também criticaram a ação da polícia.
Agentes federais em Portland
Há relatos de prisões semelhantes –feita por homens sem identificação de pertencerem à polícia, que levam manifestantes em carros sem indicação de serem da polícia—na cidade de Portland, onde agentes federais atuam, em teoria, para proteger prédios do governo dos EUA.
Forças federais dos Estados Unidos chegaram a entrar em confronto com manifestantes em Portland, que protestam contra o racismo e a violência policial.