Mesmo sem o São João por causa do novo coronavírus na Bahia, os jovens Iuri Paulino e Evandro Magno driblam a pandemia com novo negócio. Jovens baianos criam linha de licores diferenciados e driblam crise da pandemia
O mês de junho é marcado pela festa junina que, este ano, não será realizada por causa da pandemia do novo coronavírus na Bahia. A bebida mais consumida no período, o licor, ganhou novas versões nas mãos dos baianos Iuri Paulino e Evandro Magno. A dupla de empresários apostou na venda de licores especiais, em esquema delivery, para atender o público baiano não só no São João, mas em qualquer época.
Os sabores como Maracujá com especiarias e Hibisco com framboesa fazem parte do menu da Sonatta Licores, que foi criada por eles. Segundo Iuri Paulino, as bebidas foram pensadas para serem consumidas em qualquer ocasião.
“[As bebidas] são elaboradas com ingredientes em seu melhor momento e com matérias primas que respeitam o meio ambiente em sua cadeia produtiva. Fazemos questão de selecionar item por item para otimizar o paladar da bebida”, afirma.
“Buscamos sabores que fogem do trivial. Alguns dos nossos licores foram se aperfeiçoando com o passar dos anos, alterando a receita até achar o ponto ideal, é o caso do Maracujá com especiarias. Outros sabores, como o Hibisco com framboesa, foram idealizados e produzidos neste ano de 2020”, conta o empresário.
Os valores das bebidas variam a depender do sabor. No cardápio, custando R$ 30, tem Maracujá com especiarias, morango, hibisco com framboesa, coco, caju, pitanga e frutas vermelhas. Já no valor de R$ 35, estão os sabores doce de leite e chocolate.
Por causa da pandemia, a entrega das bebidas está sendo feita em esquema delivery. Todos os produtos passam por higienização, com solução de hipoclorito em diluição, recomendada pelo Conselho Regional de Química, antes de chegarem às mãos dos clientes.
Vendas na pandemia
Sem festejos de São João na pandemia, os comerciantes precisaram inovar para não perder as vendas
Divulgação
Sem festejos de São João na pandemia, os comerciantes precisaram inovar para não perder as vendas e sofrerem prejuízos. O mesmo aconteceu com Iuri e Evandro. A venda de licores garantiu uma renda extra e possibilitou um formato para um novo negócio.
“Pensamos em seguir produzido os licores até para outras ocasiões. Entendemos que é um momento difícil para empreender, entretanto, acreditamos que a crise e a adversidade do momento pressiona a nossa criatividade e nos obriga a mudar e buscar novos desafios”, conta Evandro.
Mesmo com a pandemia, eles contaram que as vendas e entregas estão a todo vapor. “Estamos muito satisfeitos com o sucesso da bebida. Tivemos algumas dificuldades no processo produtivo por conta das restrições, principalmente no início da produção que coincidiu com o início da pandemia e fechamento do comercio e circulação de mercadorias vindas do interior”, disse Iuri.
“Atualmente, estamos com poucos colaboradores e estamos respeitando as orientações e seguindo os critérios de segurança”, completou. Para os interessados, a marca está aceitando pedidos através do perfil no instagram (@ sonattalicores), aplicativo de mensagens e ligações. A entrega acontece de acordo com o desejo do cliente.
Além do produto criado pelos empresários, em Salvador há diversas opções de licor delivery para não passar o São João em branco. O G1 listou algumas opções:
Gonzaga
Contato: 71 99152-3727
Licor da Vó Nieta
Contato: (71) 3207-2419
Dagmar Licores
Contato: (71) 99150-7740
Licor de Cachoeira
Contato: (71) 98838-1664
Licoreira
Contato: (71) 99105-3270
Licor da Lai
Contato: (71) 99159-8468
Delicor Licor Artesanal
Contato: 71 993285021
Licor Artesanal
Contato: 71982651790
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.
Empresários baianos se reinventam e driblam pandemia com delivery de licor
Divulgação
Empresários baianos se reinventam e driblam pandemia com delivery de licor; confira vídeo
Divulgação