Fabio Porchat
Fábio Porchat estreia nova temporada do Que História é Essa, Porchat?, no GNT (Imagem: Divulgação / GNT)

Na semana em que estreia a terceira temporada do talk show Que História é Essa, Porchat?, o apresentador Fábio Porchat está vivendo uma experiência diferente em razão da pandemia do novo coronavírus. Quase toda a produção do seu programa está sendo feita de forma remota e a atração não conta com plateia.

Vai ser feito todo virtualmente. Estou sozinho com uma equipe no estúdio, mas a diretora, a redatora final e a equipe de produção estão em casa. A plateia e meus convidados estão em casa, e a gente manda um kit para as pessoas se gravarem. A gente não usa só a imagem do computador porque ela picota, trava e o som é horrível. As pessoas recebem mochila, celular, microfone e ring light para a gente ter essas imagens puras”, detalhou à Quem.

Porchat revelou ainda qual a maior dificuldade em conduzir o formato sem o público para dar risada: “É um pouco aflitivo não ter risada. As pessoas estão rindo de casa, mas não chega o som para mim”.

“No final das contas, é um programa que eu gravo e outro que vai ao ar. Tenho que deduzir o que as pessoas falam. É um esforço! Saio exausto de uma gravação. O tipo de olhar do todo tem que estar mais aguçado. Tenho que estar mais atento ao programa“, afirmou.

A nova temporada do programa, que estreou nesta terça-feira (4), contou com a participação de Leandro Hassum, Rodrigo Hilbert e Fafá de Belém.

O post Fábio Porchat revela desafios em produzir programa durante a pandemia apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.