Serguei Fourgal, de 50 anos, foi eleito em 2018 governador da região russa de Jabarovsk, no Extremo Oriente. Ele é acusado de organizar tentativas de assassinatos e assassinatos de vários empresários em 2004 e 2005. O governador da região russa de Jabarovsk, no Extremo Oriente, foi preso nesta quinta-feira (9) por assassinatos e tentativas de assassinato em um caso do início dos anos 2000, anunciou o Comitê de investigação russo.
Serguei Fourgal, de 50 anos, eleito em 2018 pelo partido nacionalista LDPR, “é o organizador de tentativas de assassinatos e assassinatos de vários empresários”, afirmou o Comitê de investigação em um comunicado e acrescentou que os fatos remontam a 2004-2005.
O Comitê afirma que a investigação tem como alvo “um grupo criminoso organizado envolvido no planejamento e execução de diversos crimes particularmente graves” na região de Jabarovsk e na vizinha de Amur.
O Comitê de investigação publicou o vídeo da prisão de Serguei Fourgal, mostrando vários homens mascarados e com roupas militares que rodeavam o veículo em que estava o governador, enquanto o algemaram e colocaram em seu veículo.
Outros quatro suspeitos foram presos anteriormente por seu envolvimento nesse grupo criminoso, acrescentou o Comitê de investigação. Além disso, afirmou que contou com o “apoio operacional” dos serviços especiais russos (FSB).
Preso perto de sua casa, de acordo com as autoridades regionais, Serguei Fourgal foi transferido para Moscou, informaram as agências de notícias russas.
O tribunal Basmanny de Moscou pode decidir na sexta-feira sobre uma possível prisão de Fourgal “em caso de recebimento de seu arquivo”, declarou à AFP a porta-voz desta instância judicial, Irina Morozova.
Seu partido LDPR, que considerou o caso como “político”, ameaçou abandonar o Parlamento e fazer com que outros governadores renunciem, como ato de solidariedade com o detido.