Maju Coutinho
Maju Coutinho fez símbolo que ficou conhecido no filme Pantera Negra (Imagem: Reprodução/ Globo)

A morte repentina de Chadwick Boseman (1976-2020), na noite desta sexta-feira (28), chocou muita gente. No É de Casa, da Globo, deste sábado (29), Maju Coutinho homenageou o ator que deu vida ao primeiro herói negro dos filmes da Marvel, o Pantera Negra.

Na sua entrada, para dar os destaques do Jornal Hoje, a âncora fez o símbolo dos braços cruzados na altura do peito que marcou o filme do herói, que já estava confirmado para ganhar uma sequência. “Wakanda forever”, disparou a jornalista.

A frase dita por Maju Coutinho também é um marco do longa-metragem e tem como objetivo ser um cumprimento entre os personagens do reino fictício de Wakanda. O local é uma nação superdesenvolvida que fica escondida no meio da floresta.

A declaração também tem sido usada nas redes sociais por fãs para homenagear o artista. Depois de apresentar alguns dos destaques do JH, a apresentadora da Globo encerrou falando da morte do ator, que lutava contra um câncer no cólon há quatro anos.

“É isso, Wakanda forever. Eu assisti a esse filme, é muito bom”, elogiou Maju, que devolveu o espaço para o É de Casa.

Chadwick Boseman, conhecido por interpretar o rei T’Challa no filme Pantera Negra, morreu aos 43 anos. Ele também teve diversos outros papéis no cinema e enfrentava um câncer de colo desde 2016.

O post Maju Coutinho presta homenagem a Chadwick Boseman ao vivo na Globo apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.