Mariana Godoy
Mariana Godoy está à frente de um novo projeto da Band (Imagem: Kelly Fuzaro / Band)

Mariana Godoy está exalando felicidades em seu novo projeto que, como noticiamos no RD1, ainda não tem dada de estreia e nome. A jornalista conversou com nosso portal e falou de seu atual momento profissional e que a novidade, que estreará em breve nas manhãs da Band, será uma atração que contará com todo o suporte da emissora, desde as rádios AM e FM, além de canais fechados e das redes sociais.

Nós faremos um programa ao vivo de segunda à sexta. O que acontecer e que seja um fato jornalístico importante, essas experiências que eu tenho do jornalismo do dia a dia vai ser usada para colocarmos a informação no ar. Nós temos toda a integração com a Rede Bandeirantes, com a Band News, com a rádio Bandeirantes. Olha que delícia! Eu vou poder usar toda esta estrutura gigantesca com toda tecnologia de uma emissora que está em todo o Brasil, com correspondentes internacionais“, começou Mariana.

Se eu estivesse no ar com este fato que aconteceu no Líbano, eu poderia trazer as informações ao vivo. Nosso programa vai ser de entretenimento e fazer companhia para quem está em casa de manhã, mas a pessoa não vai ficar alienada. Entramos ao vivo e mostramos usando toda a estrutura da Band“, ressaltou Mariana.

RD1 – Como foi este convite para você vir para a Band? Você surpreendeu a todos pedindo demissão da RedeTV!…

Mariana Godoy – O meu programa, Mariana Godoy Entrevista, havia dado uma pausa por causa da pandemia, porque eu faço questão de que seja tudo presencial e não daria para fazer tudo como eu gosto e tenho o costume de fazer. Eles [os diretores da RedeTV!] decidiram que seria melhor não fazer o programa durante a pandemia e, por isso, ele ficou suspenso. Então, fui pro jornalismo. O Boris [Casoy] fazia o jornal de casa e eu pensei que não era bem o que eu queria fazer, pois tinha saído do jornalismo e meu programa estava há uns dois meses parado. Quando veio o convite, eu amei, adorei por ser uma possibilidade por ser algo novo que me dá mais entusiasmo. É novidade, movimento e vida e eu não tenho medo de mudança.

Eu saí da RedeTV! numa boa e só deixo amigos queridos lá, mas assim como saí da Globo News em uma boa. Como saí do SBT numa boa. Como saí da Manchete numa boa. Da Gazeta em uma boa. Sempre deixo amigos por onde passo e agora, vejo novos amigos por aqui e velhos amigos também. Tem muita gente que estou reencontrando depois de 20 anos, 30 anos na Band e que estou muito feliz.

Não foi tão difícil de aceitar o convite da Band pra fazer algo novo porque o meu talk show estava suspenso. Eu não parei de fazer o programa porque ele estava suspenso. O convite foi de eu vir pra Band pra fazer entretenimento e eu aceitei.

RD1 – Já tinha ideia de ser este projeto? Foi o Zeca Camargo que entrou em contato com você?

Mariana Godoy – Não. Quando eu vim, vim para somar e fazer parte da equipe. Vim para trabalhar em outras plataformas da Band também. Então, surgiu a oportunidade de fazer o programa da manhã e eu esperei as coisas se ajustarem e pronto, topei.

Todo mundo participa das ideias com sugestões, mas este programa é uma criação do Zeca Camargo. O que não gostarem, podem falar com ele. Ele é quem dá o sobrenome. Estou super feliz. A vida é feita de momentos e este é um pra se fazer algo novo e, pra isso, é importante se jogar. Todo mundo tem um celular e pode participar, então, podemos entender melhor o brasileiro.

Aliás, o primeiro programa será sobre quem é o brasileiro… Que país é este e quem é o brasileiro? Como você definiria a alma do brasileiro em uma frase? Esta será a pergunta que vamos fazer às pessoas que responderão via WhatsApp.

RD1 – Como vem sendo a elaboração deste projeto com inserção de jornalismo? E o formato?

Mariana Godoy – Vai ter inserção de jornalismo. Nós temos uns quadros muito bacanas e sempre envolvendo o Brasil inteiro. Nossa intenção é fazer esta interação com todos. Em uma pesquisa que fizemos em nossas redes sociais, sentimos um ressentimento das pessoas com programas que só mostram Rio de Janeiro e São Paulo. O Brasil é por inteiro e por isso, no primeiro programa, vamos mostrar uma receita que vem de uma tribo indígena da Amazônia.

Além de termos o nosso cozinheiro, Dalton Rangel, vamos mostrar o que as pessoas estão cozinhando em casa e a primeira pessoa que vai mostrar isso é uma índia. Para isso, a gente vem insistindo muito com as praças (afiliadas da Band em todo o Brasil) para captarem isso para a gente, pois é muito importante para nós.

RD1 – Você vai se apresentar sozinha ou haverá outro apresentador neste projeto?

Inicialmente, vou me apresentar sozinha, mas se eu precisar, posso pedir o que eu quiser. Eu acho que preciso de um papagaio. O que você acha? (risos). Estou brincando. Eu quero estar sozinha para estar com o público. Se eu conseguir trazer o público para participar mesmo e se sentir à vontade para externar a opinião. É esta interação que me interessa: com o público. Eu fazendo esta interação com quem está em casa e as pessoas me devolvendo. Tem o Dalton Rangel na culinária.

RD1 – Como está sendo criar este projeto em meio à pandemia de coronavírus?

Atrapalha muito porque não conseguimos encontrar com um entrevistado presencialmente e uma entrevista cresce quando a pessoa está ali ao seu lado. Você vê desde a linguagem corporal até fazer olho no olho. Isso tudo faz diferença na entrevista.

Mas a gente não vai ficar paralisado por causa da pandemia. O jornalismo não parou, eu não parei de trabalhar, não parei nem na RedeTV! e ninguém que trabalha na área de saúde conseguiu fazer home office muito bem, então, fiquei na rua, trabalhando e saindo. O programa vai ter que ter esta adaptação para esta época de pandemia.

O cenário [do programa] é gigantesco e tem um distanciamento por causa disso. Acho que terminando a pandemia, nossas cadeiras vão ficar mais próximas, mas por enquanto seguem distantes. Está tudo muito grande e distante. O programa vai ter um número máximo de três convidados por dia. Neste momento, a saúde e a segurança das pessoas é o mais importante.

RD1 – Olhando você desde a Globo News, TV Manchete, passando pela RedeTV!, SBT e Gazeta, agora na Band, o que podemos esperar da Mariana Godoy em seu desafio profissional? Como você vê essa evolução profissional e na carreira?

Mariana Godoy – As pessoas me conheceram ao longo da minha carreira, a Mariana profissional. Agora, irão conhecer a Mariana, Mariana. A Mariana pessoa com quem elas tomarão um café da manhã e chegarão até a hora do almoço. Elas vão me conhecer muito mais, pessoalmente.

Já começou pela minha rede social onde postei uma foto surfando e as pessoas comentaram que não sabiam que eu surfava. Eu sempre usei as minhas redes sociais para colocar poucas coisas pessoais e muita coisa do trabalho. Uso com muita descrição. Mas agora elas conhecerão muito mais de mim. Mais da Mariana, mãe, mulher, jornalista também, mas mais da pessoa.

RD1 – O que a nova atração da Band vai ter de diferente do antigo Aqui na Band?

Mariana Godoy – Tudo diferente. É outro programa. Um novo programa que começou do zero e que foi feito a partir de um novo projeto. É tudo diferente.

RD1 – Mais detalhes você pode dizer ou vai guardar para a estreia?

Mariana Godoy – Deixa eu ver o que posso falar. O nome do programa eu ainda não sei porque vai ficar para a estreia. Eu achei lindo a ideia de estrear o nome do programa no dia. Não sei quando a votação foi encerrada, mas eu pedi pra não me falarem. Sou a mãe grávida que não quer ver o ultrassom (risos).

Não sei se a Band vai divulgar o nome antes. Até seria legal e eu gostaria de saber o nome na hora. Já é algo inovador de as pessoas terem a oportunidade de escolherem o nome do programa.

RD1 – O piloto foi assistido pelo Johnny Saad depois e houve mais um tempo para a estreia. O que houve de fato com o piloto?

Mariana Godoy – Eu fiquei muito feliz que a primeira estreia foi adiada, pois deu mais tempo de fazer algumas coisas: primeiro, alguns ajustes técnicos que não teríamos tempo de fazer. Ajustes operacionais como movimento de câmera, enquadramento etc. Tivemos pouco tempo para fechar isso. Hoje, estou mais à vontade para saber dos detalhes junto ao diretor sobre esta parte técnica e operacional.

Estou pronta pra estrear, mas se quiserem adiar de novo, eu ficarei super tranquila, pois ganhamos frente e tempo de produção. Sobre o piloto que foi gravado foi aprovado e todos os VTs [vídeos] e convidados vão pro ar.

RD1 – Qual a participação do Zeca Camargo no programa, além de produtor de conteúdo da emissora?

Mariana Godoy – Ele fez o programa. É o pai do programa. Ele comanda a equipe. Deu muitas ideias, recebeu outras e aprovou ou não. Ele é quem fechou esta ideia. Ele quem criou e eu estou muito feliz de trabalhar com ele e com esta equipe da Band e poder colocar no ar este programa que vai respeitar muito o telespectador, pois dará espaço para ele.

Confira:

Mariana Godoy
Mariana Godoy
Mariana Godoy
Mariana Godoy
Mariana Godoy

O post Mariana Godoy fala da expectativa e das novidades do programa na Band apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.