Marisa Orth
Marisa Orth no Saia Justa e na Playboy (Imagens: Reprodução – Instagram / Montagem – RD1)

Assim como muitas outras famosas, Marisa Orth protagonizou um ensaio fotográfico de nu artístico para a extinta revista Playboy, em agosto de 1997. Apesar de ser a sexta capa mais vendida da história, com 836 mil exemplares, nem todos a exaltaram por esse momento de sua vida.

A atriz foi a convidada do Saia Justa de quarta-feira (26), no GNT, e contou que se sentiu censurada em Portugal:  “Me lembro quando fui a Portugal pela primeira vez. Eu era bem famosa lá por causa do ‘Sai de Baixo’ e os portugueses ficaram muito horrorizados por eu ter feito a Playboy”.

Eles me perguntavam: ‘Mas precisastes assim do dinheiro? Eu dizia que não, mas isso eu acho mais indecente do que dizer que fiz por prazer. Só que imagine se eu falasse que fiz por prazer com aquela chuva de flashes em cima de mim? Porque [para eles] é muito mais indecente fazer por prazer do que para vender”, prosseguiu Marisa, explicando o que percebeu do discurso dos lusitanos.

A mais nova integrante do Zorra aproveitou a deixa para esclarecer que topou posar nua por vontade própria e não por precisão: “Imagine que coisa triste uma pessoa que não quer posar nua, uma mendiga que só tem a beleza do corpo para vender e é obrigada a fazer isso chorando. Não, eu fiz porque eu quis”.

O corpo é meu e os negativos [das fotos] são meus até hoje. A revista é assumidamente dedicada ao público masculino, e eu sou a minha própria agente, a minha própria cafetina”, finalizou Marisa Orth, colocando-se numa figura de dona do próprio corpo.

O post Marisa Orth reclama da censura dos portugueses a ensaio na Playboy apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.