País registrou mais de 6,5 mil novos casos neste sábado e acuma mais de 3 mil mortes desde o início da pandemia. O presidente do Chile, Sebastian Piñera, anunciou neste sábado (13) a saída do ministro da Saúde, Jaime Mañalich, em meio a uma controvérsia sobre os números de mortes no país por causa da pandemia de coronavírus.
Piñera agradeceu a Mañalich por seu “serviço nobre”. Ele estava no cargo há um ano e foi substituido por Enrique Paris, um médico que trabalhou junto de Piñera na elaboração de seu plano de governo.
Chile e Peru estão no topo de casos per capita de Covid-19 na América do Sul
As críticas contra Mañalich aumentaram na última semana após mudanças na metodologia para contabilizar as mortes, inexplicável para muitos epidemiologistas.
Chile e Peru estão no topo de casos per capita de Covid-19 na América do Sul
Neste sábado, o número de novos casos no Chile foi de mais de 6,5 mil e o número de mortos ultrapassa o total de 200 nas últimas 24 horas, segundo a agência AFP.
No país, há um total de 167.355 infectados e 3.101 mortos desde 3 de março, quando foi registrado o primeiro caso de coronavírus no Chile.
Em maio, o Chile já havia decretado que iria endurecer o isolamento para mais de 8 milhões de pessoas, depois que os casos de Covid-19 passaram a aumentar no país.