Oscar Arancibia já teve a passagem de volta para o Chile remarcada cinco vezes e nova data para o retorno é só em setembro. Chileno tem sobrevivido em Salvador dando aulas de karatê na internet
Luca Viscardi/Arquivo pessoal
Morando em Salvador desde janeiro deste ano, o chileno Oscar Arancibia Argandona, de 28 anos, tenta voltar para o país desde março, por causa da pandemia do coronavírus, mas ainda não conseguiu.
A passagem para o Chile, comprada através da companhia aérea JetSmart, estava marcada o dia 29 de março, porém foi cancelada. Oscar tentou remarcar outras quatro vezes, sem sucesso.
Uma nova passagem foi emitida para o dia 9 de setembro, como ele explicou em conversa com o G1.
“A passagem original era para 29 de março e depois do quinto cancelamento estou supostamente voltando 9 de setembro”, afirmou.
Oscar Arancibia está morando em Salvador desde de janeiro e não consegue voltar para o Chile
Oscar Arancibia
A relação de Oscar Arancibia com Salvador começou em 2018, quando ele foi convidado para dar um curso de karatê na cidade. Ele integra a seleção chilena da modalidade e se apaixonou pela capital baiana.
Dois anos depois, surgiu a oportunidade de treinar com o time de karatê da Bahia, então ele não pensou duas vezes: juntou um dinheiro, arrumou as malas e veio morar de vez em Salvador.
“Cheguei aqui em janeiro, foi tudo muito massa, o pessoal me recebeu muito bem. Comecei a treinar todos os dias, duas ou três vezes, me movimentando de bike. Massa! De segunda a sexta, e sábado de manhã. Tudo ótimo”, disse.
Oscar começou a se organizar por aqui, passou a fazer aulas de português na Universidade Federal da Bahia (Ufba), mas não imaginava que, dois meses depois, uma pandemia acabasse com os planos.
As competições de karatê foram adiadas ou canceladas e ele, sem emprego, decidiu que tentaria voltar para casa.
“Tive sorte porque, como vim para ficar aqui de forma planejada, trouxe o dinheiro suficiente. Mas para mim seria muito melhor passar essa época da pandemia lá para segurar esse dinheiro e depois voltar e seguir morando aqui, trabalhando e treinando aqui”, afirmou.
“É chato por uma parte, porque morar em outro país sem trabalho certo é complicado”.
Oscar Arancibia está dando aulas de karatê online para pagar as contas
Oscar Arancibia/divulgação
Oscar acredita que o mais provável é que a companhia aérea cancele novamente o voo marcado para setembro. Por isso, deu um jeito de trabalhar em Salvador, dando aulas online de “animal flow”, uma metodologia de treino físico que utiliza o peso do próprio corpo para trabalhar força, estabilidade e coordenação.
Ele tem 21 alunos, todos chilenos, e cobra 1.000 pesos chilenos por aula, o que equivale a menos de R$ 7. Oscar aluga um apartamento no bairro de Patamares e agradece por não estar passando dificuldade.
“Meus amigos daqui, a galera do karatê, as pessoas que já me conheciam, todos são muito gente boa, muito preocupados. Graças a Deus não me falta nada, tenho uma geladeira com comida, tenho um lugar onde dormir”, afirmou.
“Estou muito grato, porque sei que nem todo mundo tem essa sorte”, conta.
Confira mais notícias do estado no G1 Bahia.
Chileno já teve passagem cancelada por cinco vezes para voltar pra casa
Lucas Viscardi