Caso aconteceu na cidade de Riachão das Neves, no oeste do estado. Vigilância Sanitária determinou à empresa a suspensão das atividades por pelo menos 14 dias. O Ministério Público do Trabalho (MPT) abriu procedimento para acompanhar a contaminação de funcionários de uma empresa de sistema de energia eolica na cidade de Riachão das Neves, no oeste da Bahia, depois que 17 deles testaram positivo para a Covid-19.
A empresa chegou a ser interditada pela Vigilância Epidemiológica da cidade. Do total de casos, 14 foram confirmados no dia 6 de junho e outros três confirmados pela prefeitura de Riachão das Neves em boletim de saúde no dia 8.
Segundo o MPT, a Vigilância Sanitária determinou à empresa a suspensão das atividades por pelo menos 14 dias. Com isso, todos os empregados deverão ser testados e, no caso dos positivos, encaminhados para isolamento domiciliar assistido.
O MPT está acompanhando o cumprimento das determinações e a adoção de um plano de trabalho para conter o surto do coronavírus na empresa.
Na próxima semana, o Ministério Público do Trabalho deve solicitar informações à empresa sobre o plano de contingência e poderá convocar trabalhadores a prestar depoimento sobre o caso.
O G1 tentou contato com a empresa para saber se há cumprimento da determinação da Vigilância Sanitária e se há um plano de contingenciamento, mas ainda não obteve resposta.
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.