A partir da próxima segunda-feira (20), a medida passa a valer para estabelecimentos como comércios, mercados e bancos, segundo o ministro da Saúde francês. Pessoas caminham pelas ruas de Saint Jean de Luz, no sudoeste da França. A partir de segunda-feira, uso de máscaras passa a ser obrigatório em lugares públicos fechados no país
Bob Edme/AP
A partir da próxima segunda-feira (20), o uso de máscaras será obrigatório em lugares públicos fechados na França, anunciou neste sábado (18), o ministro da Saúde francês, Olivier Véran. O objetivo é frear o aumento das contaminações de Covid-19.
“Isso engloba os comércios, os estabelecimentos que recebem público, mercados cobertos, bancos. As medidas pessoais de prevenção e os exames médicos seguem sendo essenciais para lutar de maneira eficaz contra o vírus”, informou o ministro por uma rede social.
Casos de Covid-19 aumentam na França e vírus chega a regiões que não tinham sido atingidas
País não descarta fechar fronteira com a Espanha novamente por causa do coronavírus
O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou em 14 de julho que a obrigação de usar a máscara entraria em vigor a partir de 1º de agosto, mas a data foi rapidamente adiantada diante das críticas da comunidade médica, que alertou para os “sinais” de uma retomada da epidemia de Covid-19 e do relaxamento das medidas pessoais de prevenção.
Na França, a taxa de reprodução efetiva do vírus cresceu levemente para acima de 1 desde a primeira semana de julho e se encontra atualmente em 1,2, segundo a Agência Nacional de Saúde Pública do país. Isso significa que cada doente contamina em média 1,2 pessoas, aumentando a propagação do vírus.
Polícia investiga se incêndio em catedral em Nantes, na França, foi criminoso