Caso ocorreu em estabelecimento comercial de Feira de Santana. Estimativa é de que grupo criminoso por trás do produto já tenha causado prejuízo de cerca de R$ 5 bilhões às indústrias do setor. Ação da PRF e ADAB interdita mais de 500 litros de agrotóxico com suspeita de falsificado
Uma operação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) interditou, na sexta-feira (11), 532 litros de agrotóxicos com suspeita de falsificação. A ação ocorreu em uma loja de Feira de Santana, cidade a cerca de 100 quilômetros de Salvador.
A suspeita é de que o grupo criminoso por trás da fabricação do produto já tenha causado prejuízo de cerca de R$ 5 bilhões às indústrias do setor.
De acordo com a PRF, ao tomar conhecimento que uma loja de produtos agropecuários estaria comercializando e mantendo em estoque um lote de inseticidas com suspeita de falsificação, as equipes diligenciaram e compareceram no local para averiguação.
Durante a ação, que fez parte da Operação Princípio Ativo, foram interditados 532 litros de um tipo de inseticida comumente utilizado na lavoura. O dono teria pago cerca de R$ 110 mil pelo produto.
A suspeita de falsificação foi levantada após ser verificada que mesmos lotes de fabricação do produto apresentavam datas de validade diferentes.
Ação foi realizada na sexta-feira, em Feira de Santana
Divulgação/PRF
Confira mais notícias do estado no G1 Bahia.