Record
Record faz novo ataque contra os donos da Globo (Imagem: Reprodução / Record)

Pela quarta vez, a Record promoveu um novo ataque contra a Globo. A iniciativa foi tomada após o Jornal Nacional ter revelado parte das apurações do MP do Rio de Janeiro sobre o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), sobrinho de Edir Macedo, dono da TV paulista e líder da Igreja Universal, que foi citada na reportagem.

Seguindo o roteiro dos dias anteriores, Christina Lemos apareceu ao lado da bancada e em frente ao telão do Jornal da Record, que estampou o título da série de reportagens contra a concorrente: “O Lado Oculto do Império”.

A âncora foi quem deu início ao novo ataque: “Confissões inéditas do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, contadas à Polícia Federal, revelam que o Grupo Globo sabia do esquema criminoso de compra de votos envolvendo o estado e o comitê olímpico internacional para a escolha do RJ como sede dos jogos de 2016”.

“Se aproveitando da relação próxima com Sergio Cabral, os executivos da Globo fizeram um pacto: assegurar a qualquer custo a compra exclusiva dos direitos da Olimpíada. O medo era perder mais uma vez os direitos de transmissão para a concorrência”, completou Luiz Fara Monteiro.

A Record informou que a Globo teria se beneficiado de informações privilegiadas sobre a compra de votos que garantiu o Rio de Janeiro como sede da Olimpíada de 2016. A informação foi dada pelo ex-governador do RJ, apontado como líder de uma organização criminosa que desviou dinheiro público em sua gestão.

A reportagem afirmou que “ao longo de anos”, o político “manteve uma estreita relação de amizade com Roberto Irineu e João Roberto Marinho, os irmãos que comandam os negócios da Globo”. Em seguida, o canal paulista exibiu uma série de imagens de um evento da Globosat onde todos, segundo a matéria, “apareceram bem à vontade”.

Confira:

O post Pela 4ª vez, Record ataca a Globo e denuncia suposto esquema de corrupção por Olimpíada apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.