Segundo gestão, a partir de terça-feira (21), alguns setores passarão a funcionar todos os dias. Feira de Santana registrou o primeiro caso de Covid-19 na Bahia
Divulgação/Secom
A Prefeitura de Feira de Santana, cidade a cerca de 100 Km de Salvador, anunciou que a partir de terça-feira (21), o município adotará medidas mais flexíveis para funcionamento do comércio e também dos serviços. A decisão foi tomada no domingo (19), após registro de queda no índice de internamentos por Covid-19 nos hospitais.
De acordo com a prefeitura, a queda ocorreu principalmente nos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). No domingo foram registrados 50% de ocupação no Hospital de Campanha da cidade. Além disso, a gestão comunicou também que, dos 40 leitos do Hospital Geral Clériston Andrade, apenas cinco estão ocupados.
A cidade está com o comércio fechado. Essa medida, no entanto, só tem validade até esta segunda-feira (20). Durante todo fechamento, apenas o comércio essencial funcionava na cidade. Além disso, o município ficou em toque de recolher durante cinco dias
As restrições ocorreram após a cidade registrar 100% de ocupação dos leitos de UTI, depois que a prefeitura afrouxou as medidas de isolamento e reabriu o comércio em junho.
Com a decisão de flexibilização, a prefeitura explicou ainda no domingo que alguns setores passarão a funcionar todos os dias e que acabará o limite de 200 metros quadrados para que estabelecimentos funcionem. Apesar da divulgação, a gestão não detalhou mais informações sobre a medida, como quais são esses setores com funcionamento diário.
Confira mais informações do estado no G1 Bahia.