Segundo prefeito, serão feitas medições de temperatura nos estabelecimentos comerciais. ACM Neto ainda relatou que, após retomada do comércio, frota de ônibus em circulação será aumentada. O prefeito ACM Neto afirmou em entrevista ao Bahia Meio Dia deste sábado (18) que, caso a primeira fase de flexibilização da economia seja implementada em Salvador, será realizada a medição de temperaturas de todas as pessoas que entrarem nos shoppings. Caso a pessoa esteja com temperatura acima de 37,8º, ela será impedida de entrar no estabelecimento comercial.
“Fizemos um acordo com os shoppings e com os comerciantes. A prefeitura não vai exigir a testagem de todos os comerciários, porém todos os shoppings vão ter que assegurar a medição de temperatura de todas as pessoas que entrarem nos shoppings. Isso não vale só para o trabalhador, para o comerciário, com vale também para o cliente”, falou o prefeito.
“Quem tiver acima de 37,8º, não vai poder entrar no shopping. Quem tiver lá dentro, vai ser encaminhado para testagem, mas quem tiver na porta e detectar a temperatura dela acima de 37,8º, ela não vai poder entrar no shopping. Vai ser recomendado que ela se mantenha em isolamento e faça o teste do coronavírus”, explicou.
O plano de flexibilização do comércio em Salvador prevê que a primeira fase da abertura, que contempla os shoppings centers, ocorrerá se a cidade conseguir atingir 75% na taxa de ocupação de leitos de UTI para a Covd-19 e manter o índice por cinco dias seguidos. O secretário de Saúde de Salvador, Léo Prates, disse que a previsão para o índice ficar abaixo de 75% já é neste sábado.
Aumento da frota de ônibus
Com a retomada do comércio, o número de pessoas circulando pelas ruas de Salvador deve aumentar, Por causa disso, ACM neto disse que vai aumentar a frota de ônibus na cidade.
“A prefeitura está se preparando para o aumento do número de pessoas andando na cidade, e a providência mais importante já adotada vai ser aumentar a frota de ônibus. Nós vamos oferecer, pelo menos, logo nesse primeiro momento, 70% da frota. Lembrando que essa frota chegou a ser de 30%. Nós vamos aumentar para 70%, exatamente porque a gente sabe que vai aumentar o número de pessoas circulando na cidade, no retorno do comércio”, falou.
O prefeito ainda destacou que o plano de flexibilização da economia prevê que, caso a taxa de ocupação dos leitos de UTI para Covid-19 chegue a 80%, o comércio pode ser fechado novamente.
“Eu tenho muita confiança de que isso não vai acontecer. Aumento terá. mas a gente tem uma folga, não vai chegar aos 80%. Nós vamos conseguir abrir e manter aberto. Mas todo mundo tem que fazer sua parte. Evitando aglomerações, mantendo o distanciamento, usando as máscaras e fazendo a higienização”, afirmou.