Benefício cobre taxistas, auxiliares e motoristas de aplicativo que possuem a partir de 60 anos, além de trabalhadores informais, guardadores de carro e recicladores cadastrados. Benefício “Salvador por Todos” é pago por meio da Caixa Econômica Federal
Dikran Junior/AGIF – Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo
A prefeitura começa, nesta sexta-feira (3), a pagar a quarta parcela do benefício “Salvador por Todos”, concedido para trabalhadores informais e individuais. Têm direito ao auxílio de R$ 270 os profissionais cadastrados pela gestão municipal até o dia 20 de março.
O benefício, que já alcançou mais de 37 mil trabalhadores informais, será pago em julho e pode ser prorrogado por mais dois meses. Para evitar aglomerações, o pagamento é feito conforme calendário, definido a partir da ordem alfabética dos nomes dos profissionais.
“Vamos iniciar o pagamento da quarta parcela do auxílio para trabalhadores com inicial do nome letra A, ainda nesta semana, na sexta-feira. É um suporte fundamental para famílias que foram afetadas com a crise da pandemia”, diz Juliana Portela, secretária da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre).
As seguintes categorias são contempladas pelo benefício: ambulantes, barraqueiros, donos de quiosques, baianas de acarajé, guardadores de carro, recicladores, baleiros, taxistas, auxiliares e motoristas de aplicativo que possuem entre 40 e 60 anos, além dos trabalhadores informais, guardadores de carro e recicladores cadastrados.
Como sacar
Para saber se tem direito ao benefício, o trabalhador deve fazer a consulta no site “Salvador por Todos”. O saque pode ser feito nas agências da Caixa Econômica Federal e lotéricas.
No momento do saque, o beneficiário deve apresentar o documento de identidade e um dos seguintes cartões: Primeiro Passo, Cartão Cidadão ou do Bolsa Família. Quem não possui nenhum destes precisa se dirigir ao atendimento de balcão, em qualquer agência da Caixa, portando o número do NIS e documento de identidade.
Veja mais notícias do estado em G1 Bahia.