O ataque não foi reivindicado pelos insurgentes, por enquanto. Na sexta-feira (12), pelo menos quatro pessoas foram mortas em um ataque a uma mesquita em Cabul durante a oração. Sete policiais afegãos foram mortos neste sábado (13) por um grupo de talibãs no centro do país, anunciaram as autoridades.
O Talibã “matou sete policiais e feriu outro. Um policial está desaparecido”, disse o chefe da polícia do distrito de Pasaband, na província de Ghor, onde o ataque ocorreu.
O ataque não foi reivindicado pelos insurgentes, por enquanto.
Na sexta-feira (12), pelo menos quatro pessoas foram mortas em um ataque a uma mesquita em Cabul durante a oração.
Atualmente, o Afeganistão está lidando com várias crises: a rápida disseminação do coronavírus no país e a violência, apesar dos sinais de que o governo e o Talibã estão perto de negociar a paz.
O presidente Ashraf Ghani prometeu na quinta-feira concluir a troca de prisioneiros, que é a principal condição para iniciar as negociações de paz com os insurgentes após quase 19 anos de guerra.
O Talibã em geral reduziu seus ataques às cidades afegãs desde fevereiro, após a assinatura de um acordo com os Estados Unidos para preparar o caminho para negociações de paz com o governo de Cabul.
O cessar-fogo durante o feriado do Eid al-Fitr, marcando o final do mês de jejum do Ramadã em maio, aumentou as esperanças de que os dois lados se sentariam para negociar.
“Enquanto o governo continua avançando no caminho da paz, o Talibã continua sua campanha de violência contra o povo afegão”, escreveu no Twitter Javid Faisal, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, órgão do governo.