Marcelo Crivella
Marcelo Crivella fica inelegível após decisão do TRE-RJ (Imagem: Reprodução / Globo)

Marcelo Crivella (Republicanos) está inelegível pelos próximos 6 anos. A decisão é do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) após votação unânime dos desembargadores nesta quinta-feira (24). Ao todo, 7 votos condenaram o sobrinho de Edir Macedo por abuso de poder político e conduta vedada a agente público.

O julgamento estava previsto para terminar na terça-feira (22), mas o desembargador Vitor Marcelo Rodrigues havia pedido vistas para analisar o processo. No dia, ele argumentou que não teve o tempo necessário para se inteirar sobre o julgamento. No dia 31 de agosto, Rodrigues foi nomeado no TER pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Além da inelegibilidade, Crivella deve pagar multa de até R$ 106,4 mil. A decisão aponta a imediata comunicação da decisão ao Juízo Eleitoral responsável pelo registrou das candidaturas, independentemente de recurso. A defesa do prefeito promete recorrer da decisão.

Do jeito que está, o prefeito candidato à reeleição fica inelegível. Ele pode recorrer em alguma instância superior, como o Tribunal Superior Eleitoral ou o Supremo Tribunal Federal. A ação que pedia a inelegibilidade de Marcelo Crivella foi tomada após o evento da Comlurb em que Marcelo Hodge Crivella, filho do prefeito, foi apresentado como pré-candidato a deputado.

A reunião ocorreu na quadra da Estácio de Sá com funcionários da companhia de limpeza urbana. O grupo foi levado em carros oficiais da empresa. A ação foi movida pelo PSOL e pela Procuradoria Regional Eleitoral (PRE).

O post Sobrinho de Edir Macedo, Marcelo Crivella fica inelegível por decisão do TRE apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.