Três dos servidores eram concursados e outros oito ocupavam cargos de confiança. Câmara investiga irregularidades. Câmara Municipal de Feira de Santana
Câmara de Feira de Santana/ Divulgação
O Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia (TCM) notificou 11 servidores da Câmara Municipal de Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador, por recebimento indevido do auxílio emergencial de R$ 600 pagos pelo governo federal.
Dos 11 notificados, três são servidores concursados e outros oito ocupam cargos de confiança. O presidente da câmara, José Carneiro, informou que todos os servidores serão ouvidos para que apresentem defesa.
Ainda segundo ele, a câmara vai apurar se os auxílios foram solicitados pelos próprios servidores ou se eles foram vítima de fraudes. Caso seja comprovada a irregularidade, os servidores deverão ser punidos.
Segundo o presidente, os que ocupam cargos de confiança serão exonerados e os concursados vão ficar à disposição da Justiça. A câmara informou ainda que não vai divulgar os nomes dos servidores até que investigações sejam concluídas.
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.
Assista ao BATV