Entre os meses de julho e novembro, as águas calmas e quentes do litoral baiano são cenário das acrobacias e cantos das baleias jubartes. Turistas registram baleias jubarte numa expedição em alto mar em Abrolhos
Um grupo de turistas registrou o aparecimento de baleias jubartes enquanto faziam um passeio em alto-mar na região de Abrolhos, que fica no extremo sul da Bahia, e é considerado o berçário da espécie.
‘Berçário’ das baleias jubartes, Bahia concentra maior parte da espécie durante temporada de reprodução; VÍDEO
No vídeo, os mamíferos estavam próximo do barco e faziam movimentos na superfície. Não há detalhes de quando aconteceu o registro.
Entre o fim de agosto e inicio de setembro, 72 baleias jubartes foram avistadas entre Salvador e Itacaré, que fica no sul da Bahia. Dezoito eram filhotes. Os registros foram feitos por equipes do projeto Baleia Jubarte, que trabalha no monitoramento, pesquisa e conservação da espécie.
As equipes fizeram a viagem para realizar um levantamento sobre como a pandemia do coronavírus pode ter afetado as populações de baleias, apesar delas não contraírem a Covid-19. Um documentário será produzido sobre a expedição.
Turistas registram baleias jubartes durante passeio em alto mar em Abrolhos, na Bahia
Reprodução/TV Bahia
Mais baleias jubartes também foram vistas perto da orla do bairro de Armaçã, em Salvador, no dia 13 de setembro. Em agosto, uma jubarte e um filhote foram vistos perto da costa na praia de Jaguaribe, também em Salvador.
Entre os meses de julho e novembro, as águas calmas e quentes do litoral baiano são cenário das acrobacias e cantos das baleias jubartes. Todo ano, as visitantes viajam por cerca dois meses, da Antártida até o Brasil, para acasalar e se reproduzir.
A estimativa do Projeto Baleia Jubarte, que monitora a espécie, é que a população da espécie que vem para o Brasil, esse ano, passe dos 20 mil. Durante a temporada, elas podem ser vistas desde o norte de São Paulo até o sul do Rio Grande do Norte.
A maior concentração está entre o Espírito Santo e a Bahia, e 70% delas escolhem o arquipélago de Abrolhos, no sul baiano, que é o principal berçário das jubartes no Atlântico Sul. O pico das jubartes no Brasil é agosto e setembro.
Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.
Assista aos vídeos do Bahia Meio Dia