Produto pode ajudar a diminuir a obstrução de glândulas sebáceas regularizando a renovação celular. O uso de comésticos não recomendadas para o tipo de pele também pode aumentar o surgimento de espinhas.
Kjerstin_Michaela/Pixabay
O retinol é a principal substância do grupo de compostos da vitamina A que pode ser utilizado no tratamento da pele, diminuindo linhas de expressão, manchas, características do envelhecimento da pele causada pelo sol e também ajudar no tratamento da acne.
Segundo a dermatologista Patricia Ormiga, do departamento de cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o retinol diminui a inflamação de poros. No entanto, existem alguns cuidados que o paciente deve ter na utilização.
Espinhas, queda de cabelo e psoríase: como a pandemia do coronavírus está agravando problemas de pele
“Indivíduos que têm tendência a acne soltam células da pele com maior dificuldade. Isso acontece porque as glândulas sebáceas ficam entupidas com facilidade, ocasionando a inflamação e o surgimento de espinhas. O retinoide diminui a formação de entupimentos, regularizando a diferenciação celular”, afirma Ormiga.
Além de ajudar a reduzir o aparecimento de acne, o retinol também aumenta a renovação celular diminuindo a oleosidade.
“O retinol é a vitamina A, quando a gente passa essa substância na pele, ele se transforma em tretinoína [forma oxidada da vitamina que regula as funções requeridas para crescimento e desenvolvimento]. Ele tem a mesma eficácia da tretinoína, porém com efeitos colaterais mais leves”.
Cuidados ao usar o retinol
Uso de máscara por aumentar casos de acne
Ao aplicar o retinol no rosto, indivíduos, principalmente com pele mais sensível, devem evitar ao máximo se expor no sol. Se for o caso, o uso do protetor solar é indispensável. A exposição solar pode ocasionar vermelhidão e irritações na pele.
Existem também cuidados simples do dia-a-dia que podem ajudar na hidratação, como beber muita água, evitar banhos quentes e utilizar hidratantes de acordo com o tipo de pele.
“A nossa pele tem uma barreira de proteção que age para evitar infecções e ressecamentos. Quando abusamos do banho quente e do uso do sabonete isso acaba prejudicando essa barreira protetora. O uso exagerados de produtos de beleza também podem causar problemas”.
Dermatologista alerta para cuidados com a pele durante o verão amazônico
Apesar de ser um composto da vitamina A, aplicar na pele alimentos que contenham essa substância não significa que haverá o mesmo efeito do retinol específico. Isso porque os alimentos não possuem uma substância única e não temos como prever a quantidade que haverá de retinol.
O que é a acne?
A acne é uma lesão causada pelo aumento da produção de sebo vinda das glândulas sebáceas. Esse excesso de oleosidade deixa os poros obstruídos e aumenta a proliferação de bactérias.
Essa lesão se desenvolve por vários mecanismos, principalmente na juventude durante a puberdade por causa dos hormônios sexuais. São os principais responsáveis pelas alterações das características da pele. As lesões aparecem com mais frequência no rosto, mas também podem ocorrer nas costas, ombros e peito.
“Muitas vezes a acne é também causada pelo uso de cosméticos. As pessoas tendem a comprar produtos com indicações, sem necessariamente procurar um médico, existem casos em que um paciente com pele oleosa utiliza um hidratante de pele que aumenta a oleosidade”, afirma Ormiga.
Vídeos: Viva Você