Os shoppings estão liberados para reabrirem nesta quinta-feira (11) na capital de São Paulo, após quase três meses fechados. A retomada, no entanto, está condicionada ao cumprimento de algumas regras, sendo o horário de funcionamento reduzido e a menor lotação interna as principais obrigações.

O protocolo que estabelece o funcionamento desses estabelecimentos indica que os shoppings poderão funcionar com 20% da capacidade total e durante um período de quatro horas por dia. Dois horários foram liberados para os comerciantes: das 6h às 10h ou das 16h às 20h.

+ Bancos não funcionam no feriado de hoje em todo o país
+ Comércio popular dá álcool em gel, mas tem fila na porta
Governo de São Paulo errou na retomada, diz especialista

O primeiro horário foi um reivindicação de lojistas em centros populares e o segundo atende a demanda de redes maiores. O protocolo indica que os clientes sejam orientados a fazerem compras sozinhos, sem alguém acompanhando e evitando aglomerações dentro dos shoppings.

A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) indicou que pelo menos 46 dos 53 centros comerciais devem retomar as atividades hoje e o resto somente amanhã (12).

Internamente, alguns serviços como cinemas, atividades para crianças, lojas de entretenimento, salões de beleza e academia deverão seguir fechados. As praças de alimentação também estarão fechadas, operando apenas com sistema de delivery ou retirada.

Supermercados, farmácias e laboratórios clínicos que ficam no interior dos shoppings estão liberados para o funcionamento em horário normal, não precisando obedecer a restrição dos shoppings.

A quantidade de pessoas nos elevadores será limitada e as eventuais filas deverão ser orientadas com marcadores indicando a distância mínima de 1,5 metro. Os estacionamentos serão reduzidos e o serviço de valet está suspenso, além do controle de entradas e saídas para coordenar o fluxo de pessoas.

Vale lembrar que o uso das máscaras por funcionários e clientes é obrigatório, além da disponibilização de álcool em gel pelas lojas e pelos corredores do shopping. Outra orientação para os lojistas é a de deixar as portas abertas e evitar o manuseio de maçanetas e fechaduras.

Funcionários que estejam no grupo de risco, que tenham tido contato com infectados ou suspeitos de infecção pela Covid-19 nos últimos 7 dias e que tenham sintomas de contaminação não poderão trabalhar nesta retomada.

Empregados com filhos em creches e escolas que ainda não tenham retomado as atividades também poderão negociar uma alternativa com o empregador.

Além dos shoppings, o comércio de rua e as imobiliárias voltaram a funcionar ontem (10), enquanto os escritórios e concessionárias de veículos retomaram na sexta-feira (5). Todos estão seguindo uma redução no horário de funcionamento e capacidade interna.

O post Veja o que abre em São Paulo nesta quinta-feira apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.