Segundo Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), homem trabalhava na Comunidade de Atendimento Socioeducativo CIA. Um vigilante que trabalhava na Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case) CIA, em Salvador, morreu após ser diagnosticado com Covid-19. A informação foi confirmada na manhã desta quinta-feira (18), pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS).
Conforme a secretaria, Paulo Sérgio Pereira Cardeal morreu no dia 13 de junho. Ele prestava serviço através da empresa terceirizada Grupo MAP e estava afastado das atividades desde o dia 23 de maio. Não há informações sobre o enterro.
Ainda de acordo com a secretaria, a Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), órgão que administra as Cases na Bahia, manifestou “profundo pesar ao tempo em que externa todo apoio e condolências aos familiares e amigos”.
A fundação informa ainda que adota todas as medidas de prevenção à Covid-19 e protocolos recomendados pelas autoridades de saúde.
No começo deste mês, a SJDHDS divulgou que 29 adolescentes que estão em Comunidades de Atendimento Socioeducativo (Cases) da Bahia testaram positivo para a Covid-19. Em maio, uma técnica de enfermagem que trabalhava em uma das unidades morreu com a doença.
Confira mais informações do estado no G1 Bahia.